Carrinho - R$ 0,00
« Página anterior

O negro no livro paradidático

O negro no livro paradidático

R$ 55,00
SKU: 682533

Após os apontamentos de elementos evidentemente racistas em literaturas clássicas brasileira, Fernando traz à baila algumas obras que colaboram para a desmistificação do negro estereotipado. Asseguramos que este livro é uma ferramenta de descolonização e democratização da sociedade.

Marcelo de Moraes
Professor da UERJ

.


  • Descrição

    Descrição do produto

    Viver em um país fundado através do holocausto racial jamais interrompido e nunca publicamente confessado, sequer reparado, faz do trabalho de avaliar seus efeitos nos mais variados campos da vida uma tarefa enorme que abre flancos para movimentos possíveis para esconjurar cicatrizes e experimentar reconfigurações de existência negra que se furtem à destinação colonial. Nesses flancos move-se este livro de Fernando Santos. Para ser um crime
    inconfesso, o Estado brasileiro precisou inventar maneiras de não assumir a sanguinolência de suas fundações, uma dessas manobras, o uso dissimulado de materiais didáticos que congelavam o lugar do negro no imaginário social. Fernando oferece-nos uma análise dessa ferramenta, currículo como lugar histórico de disputas de subjetividades, briga antirracista na qual ele definitivamente se inscreve.

    Gustavo Coelho
    Professor adjunto da UERJ

  • Informação adicional

    Informação adicional

    Peso 0.455 g
    Dimensões 21 x 14 x 1.7 cm
    Editora

    Gramma

    ISBN

    9788559682533

    Ano

    2017

    Autor(es)

    Fernando Santos de Jesus

    Número de Páginas

    300

  • Avaliações (0)

    Avaliações

    There are no reviews yet, would you like to submit yours?

    Be the first to review “O negro no livro paradidático”

  • Sobre o Autor

    Fernando Santos de Jesus

    cursou Pedagogia e Filosofia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Especialização e Mestrado em Relações Étnico-Raciais pelo Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET/RJ) e atualmente cursa o Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC), onde é bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq ). Foi professor substituto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e colunista do jornal Questões Negras. É autor de um módulo de material didático para o Curso de Extensão em Relações Étnico-Raciais promovido pela Prefeitura de Montes Claros/MG em parceria com o Universidade Estadual de Montes Claros. Desenvolve projetos nas áreas de educação para as relações raciais no Brasil.